terça-feira, 29 de março de 2011

Cura da artrite reumatóide com dieta restrita

Numa pesquisa recente descobri um blog que relata o caso de uma mulher brasileira que sofria de lupus eritematoso sistémico, artrite reumatóide e síndrome de Sjogren e que se curou através de uma dieta bastante restrita.

Esta mulher sofreu a forma mais severa das doenças, ficando numa cadeira de rodas no espaço de 2 anos e meio e os medicamentos já não surtiam nenhum efeito.
A paciente consultou 148 médicos no Brasil até encontrar um que não usasse drogas como tratamento.

Há 5 anos que esta mulher começou a dieta e está completamente curada.
Visitem o blog: www.curassecretas.blogspot.com

Achei o relato muito interessante uma vez que eu própria estou a seguir uma dieta restrita há cerca de 8 meses.

Alguém tem conhecimento de algum caso do género?

7 comentários:

Priscila Torres disse...

Eu acredito que a dieta possa até ajudar + alerto que abandonar os remédios e tentar a sorte, parece no minimo perigoso D+..

Boa Sorte aos corajosos.

Bjs

Silvia Kawaguti disse...

Eu tenho AR há 6 anos e há 6 anos que eu evito ao máximo alimentos industrializados, não como leite, carne gado, porco e galinha, nada de ovos, nada de açúcar branco, bolo nem pensar, nada de gorduras (creme de leite, leite condensado).Me alimento basicamente de frutas e legumes, queijo branco, iogurte, azeite extra virgem e como amendoim, nozes e amendoas,Realmente no começo passei 1 ano de cadeira de rodas, não calçava a minha meia...Tinha 31 anos, 2 filhos pequenos, foi muito complicado!Mas, não desisti!Hj faço caminhada todos os dias, musculação 6 vezes por semana.Ainda tenho dores diárias, mas, acredito muito na dieta que eu faço.Me esforço em fazer exercícios sempre para o corpo não parar!!!Recomendo a todos!Exercícios para as dores e o estresse físico!!!Continuo tomando antiinflamatório, mas, penso que tenho mais força de vontade do que muita gente saudável!!!

Juliana disse...

Olá Marta..
Eu também havia lido o site q vc citou.. Confesso que não desacreditando, mas, parece uma coisa meio fantasiosa, não acha?
Por isso, já que vc está fazendo o tratamento, gostaria de saber se estais tendo alguma melhora...
A gente já sofre tanto com os efeitos das medicações que restringir a dieta a quase zero sem qualquer base cientifica parece loucura...
Queria muito ouvir de alguém que fez o tratamento o relato de sua experiência...

Muito obrigada por compartilhar.

Maria do Carmo disse...

Meu nome é Maria do Carmo, sou professora, fui aposentada por invalidez, a cargo das dores decorrentes da artrite reumatoide, que convivi por 10 anos. O Médico que cuidou de mim todos esses anos faleceu em janeiro de 2003.
Fui obrigada a procurar outro Médico, que me sugeriu abolir do meu cardápio alimentos que eu mais amava, a lista é pra lá de grande e ai vai alguns, pois estou com preguiça de escrever todos: Milho, amendoim, Leite e queijo de todos os tipos, inclusive o branco, manteiga, carne, iogurte, trigo, óleo, tomate, batata, beterraba, açúcar branco entre outros... Eu indaguei Dr. nem pensar, já tenho que viver com dores, e agora vou viver doente e com fome? Ele propôs que eu fizesse a dieta apenas por três meses. Fiz a dieta por um ano, já que nos três primeiros meses desmamei de todos os fármacos que ingeria com o antigo Médico, convivi com dores por aproximadamente 1 ano de dieta, mais depois de um ano, para mim veio a gratificação, todas as dores e indícios da doença entraram em remição, a melhora pra mim foi algo milagroso, são 8 anos sem ter que gastar nada com remédios e sete anos sem nenhuma dor, as vezes me sinto culpada por estar recebendo beneficio do aposento, aja vista que recobrei minha saúde total e minha capacidade de trabalhar.

José António B disse...

Ola Marta

Podia dizer-nos como tem evoluido a doença e os seus sintomas desde que iniciou a dieta?
E como é essa dieta em detalhe?

Muito obrigado em compartilhar

margaret disse...

Boa tarde Maria do Carmo,

Gostei muito de seu depoimento e gostaria de sabe
r se poderia me enviar a sua dieta e o o nome de seu médico.

Agradeço,

Margaret
Mlaloe@terra.com.br

Anónimo disse...

Oi Maria do Carmo, qual o nome do seu médico?
Obrigada, aguardo
Silvia